Texto: Vitória Cunha/Redação FRS

Nos dias 14 e 15 de outubro aconteceu a maratona MUDE, evento realizado pela Abicalçados e Apex-Brasil no centro de eventos do Barra Shopping Sul. Voltado para estudantes de moda, comunicação e design. Um evento de moda e criatividade que traz como principal tema o design brasileiro de calçados.

O evento contou com uma série de palestras com grandes nomes da moda, criatividade e empreendedorismos, como Juliana Jabour, Mônica Salgado, Daniela Falcão, Sandra Boccia, Fabia Bercsek, Renan Serrano, Victor Apolinário, Mario Viana e Divina Raio-Laser. Workshops e uma batalha criativa de desenvolvimento, conceito e produção de sapatos. Quatro equipes teriam 24hrs para criar 3 protótipos de calçados inspirados no tema polifonia.

O renomado estilista, Dudu Bertholini, foi o mentor da competição e orientou as quatro equipes competidoras, esteve presente durante as palestras da maratona e foi um dos jurados da batalha. Entre os jurados também estavam: Fabia Bercsek, Renan Serrano, Divina Raio-Laser e Paulo Borges.

A equipe vencedora foi a Rosa, composta por Paula Raquel da Silva Flores, André Cézar Gossler, William Raí da Luz e Rômulo Henrique da Silva e além de experiência eles ganharam 20 mil reais pela conquista.

Abordaram o tema Polifonia através da relação de liberdade e preconceitos. Associando os spikes e amarrações dos calçados às vozes que tentavam se libertar. Foi possível observar a libertação dos metais do primeiro ao terceiro calçado, como com as amarrações que apenas no terceiro sapato se desfazem.

Algo muito discutido durante as palestras foram as questões de gêneros, que a equipe Rosa também trouxe, construindo essa “linha do tempo de libertação”, a evolução do modelo com salto, até chegar ao modelo flat, unissex, livre de amarrações e com os spikes expostos.

vencedor1 vencedor2 vencedor3

(na ordem, sapato 1,2 e 3, fotos divulgação intagram maratona.mude)

No ambiente do evento havia além de palestras, muito entretenimento. O pessoal se divertiu com os óculos de realidade virtual que levava à desfiles em NY ou à fábrica da AREZZO. Além disso, havia uma fábrica conceitual de sapatos, onde as pessoas podiam compreender e interagir com os materiais e máquinas utilizados na produção dos produtos. Também exposições de fotos de diversos fotógrafos como Rogério Reis, também relacionadas ao tema da polifonia.

maratona-mude-criacao maratona-mude-criacao-equipes maratona-mude-palestra2 maratona-mude-palestras

 

detalhes-maratona-mude maratona-mude-fabrica-modelo materiais-maratona-mude

maratona-mude-valorize-o-processo

“Processo de composição de música a várias vozes simultâneas que se desenvolvem harmonicamente” é um dos significados literais da palavra Polifonia e foi exatamente o que a maratona MUDE ofereceu para todos que participaram do evento, tanto palestrando, competindo ou experienciando a tudo isso. As palestras e vivências retratavam a diversidade, o desenvolvimento em conjunto, a necessidade jovem de inovar, conscientemente e sustentavelmente.

A maratona MUDE mostrou que a moda vai além das passarelas e dos rótulos. A moda é inclusiva, sem gênero e para todos. A moda é Polifônica.