Em um desses momentos de procrastinação online, estava olhando imagens de um evento e me deparei com a foto de uma mulher que deveria ter entre 35 e 40 anos usando um vestido rosa super curto com decote profundo e rapidamente pensei: “Ela não tem mais idade pra essa roupa”. No minuto seguinte me censurei e me senti péssima por pensar de forma tão preconceituosa, afinal, exceto as de bebê, roupas não vem com faixa etária descritas na etiquetas.

Observando, esse tipo de julgamento é bem comum para mulheres de todas as idades, “Roupa de velha” ou “Ela não tem mais idade pra usar roupa curta” e por aí vai, quem nunca ouviu, ou fez algum desses comentários certamente estará mentindo.

Grace Coddington 73 anos, diretora criativa da Vogue América teve a conta no Instagram bloqueada após postar uma ilustração dela mesma de topless.

Grace Coddington 73 anos diretora criativa da Vogue América teve a conta no Instagram bloqueada após postar uma ilustração dela mesma de topless.

Logicamente esses padrões são impostos pela nossa sociedade há séculos e acabam sendo corroborados por nós com esse tipo de pensamento. Achamos que só mulheres jovens (de preferência magras) tem o direito de mostrar o corpo, e mulheres mais velhas naturalmente acabam ficando com a arara de blazers, calças sociais e camisas com poucas estampas, de comprimento mais longo e claro, sem decotes.

Eu trabalhei por um determinado período com uma jornalista que, com seus trinta e poucos anos decidiu que não ia esconder os fios brancos e por conta disso conquistou belas madeixas grisalhas que, embora natural, costumava chocar e provocar perguntas do tipo: “Por quê você não pinta o cabelo?” seguidas da afirmação: “Parece mais velha assim”. Ela respondia sempre de forma educada, mas além da indelicadeza de soltar comentários sem ser solicitados (sobre isso, indico um ótimo texto do também ótimo Lugar de Mulher)  o pensamento é sempre o mesmo: parecer mais velha não é uma coisa boa.

Iris Apfel, designer de interiores e ícone fashion 93 anos.

Iris Apfel, designer de interiores e ícone fashion, 93 anos.

Fico com esperança quando me deparo com pessoas que “nadam contra a maré” e buscam sua identidade sem se deixar influenciar pelos arquétipos impostos a nós desde sempre, e costumo me questionar quando me incomodo com uns quilos a mais ou com um fio branco novo: isso realmente está me incomodando ou a sociedade é que diz que devo me incomodar? Essa diferença é difícil de enxergar, mas afeta diretamente nossa auto estima.

Anna Dello Russo, 52 anos. Editora da Vogue Japão

Anna Dello Russo, 52 anos. Editora da Vogue Japão

É um exercício diário de autoconhecimento e proponho a todo mundo, que como eu confessei no inicio do texto, identifique cada pensamento/comentário preconceituoso e se questione o porquê desse julgamento. E me perdoem o clichê, mas roupa bonita é a que você se sente bem, e à mulher das fotos eu gostaria de dizer que você estava linda!