Na ThirdLove, a encomenda é feita pela internet, mas com a ajuda de um aplicativo que mede o tamanho exato da lingerie

Cerca de 80% das mulheres usam o tamanho errado de sutiã. A constatação, feita por uma pesquisa nos Estados Unidos, motivou uma ex-diretora do Google a montar sua própria startup, a Thirdlove, sediada em São Francisco (EUA). Junto com o marido Dave Spector, Heidi Zak desenvolveu um aplicativo que permite à mulher calcular o tamanho exato de seu sutiã na privacidade de sua casa – sem precisar encarar a fita métrica de uma vendedora desconhecida, no meio de uma loja, com dezenas de estranhos ao seu redor.

0104_thirdlove2

O aplicativo, que usa a tecnologia de visão por computador, extrai informações em 3D das imagens em 2D captadas pela câmera do celular – a usuária recebe instruções através de um tutorial online de como deve se fotografar. A tecnologia analisa o tamanho do corpo em relação ao tamanho do iPhone, uma unidade padrão de medida, com precisão que varia, no máximo, até um oitavo de polegada, para chegar ao tamanho adequado para a consumidora. As fotos, garante a empresa, são transmitidas de forma bastante segura e não correm o risco de vazar na internet.

0104_thirdlove3

Além de desenvolver a tecnologia que calcula o tamanho do sutiã, a ThirdLove desenhou algumas coleções de lingeries customizáveis e vende, inclusive, sutiãs com numeração intermediária – ao invés de oferecer simplesmente tamanhos de bojo A, B e C, a empresa dá a opção de comprar um sutiã com bojo C ½, por exemplo. Os preços começam em US$ 39.

0104_thirdlove

Fonte