Convidada pelo G1, Gabriela Casartelli mostra a moda boho, despojada, rock n’ roll, folk e casual. Do rock ao hip hop, festival terá 50 atrações em dois dias no Litoral Norte.

Reportagem de Rafaella Fraga
 

O Planeta Atlântida terá mais de 18 horas de shows em dois dias, nesta sexta-feira (7) e sábado (8), na sede campestre da Saba, no Litoral Norte do Rio Grande do Sul. E para acompanhar a maratona de apresentações, é preciso estar preparado da cabeça ao pés. Escolher uma roupa que alie estilo e conforto, no entanto, não é tarefa tão simples para as mulheres. Por isso, o G1 ouviu dicas de uma produtora de moda para as meninas que vão curtir o festival. O G1 transmite ao vivo todos os shows do Palco Central do Planeta.

Por ser uma miscelânea de tribos, o Planeta Atlântida recebe uma variedade de looks. A palavra-chave é alinhar conforto, praticidade e ousadia.

7planeta25_foto_ricardo_ara

Foto: Ricardo Ara (Divulgação)

“Moda é comunicação. Quando você pensa em quem é, faz parte disso o cabelo, os acessórios, a roupa e o comportamento. É o grande mistério de se conhecer. A moda envolve muito isso. A gente é um ser em construção”, explica ao G1 a jornalista e criadora da empresa de soluções em moda A Imaculada, Gabriela Casartelli.

Assim, experimentar peças que raramente são retiradas do guarda-roupa no dia a dia é uma das dicas fundamentais na hora de montar um visual autêntico. “Em um festival é quase que uma fantasia ir diferente, porque a pessoa está lá para se expressar, expressar a música que gosta. Então eu acho que tem que pirar mesmo”, sintetiza a stylist. “A gente tem de experimentar para ver do que gosta. E ousar, sem medo”, afirma.

De olho na característica de diversidade do Planeta Atlântida, o G1 convidou cinco jovens que vão ao festival em 2014 para exibir cinco sugestões de looks, de acordo com a preferência de cada uma.

Já com ingressos garantidos para a festa, as estudantes Victória Centeno, 15 anos, as irmãs Maxine, 15, e Louise Meneghetti, 17, e as também irmãs Érica Piva, 15, e Andressa Brum, 18, aceitaram a proposta de posar para com os looks no Parque Moinhos de Vento, o Parcão, um dos mais tradicionais de Porto Alegre. Abaixo, confira o resultado e as opiniões da especialista.

Do rock ao boho: todos os estilos na Saba
Existe, no entanto, uma dica básica do que se evitar em festivais a céu aberto. “Salto não é legal, até porque tem chão que é areia ou brita e pode ter chuva e, consequentemente, barro”, alerta a jornalista.

Shorts jeans são os favoritos. “Não dá para achar que festival é passarela de moda. Mas é legal se vestir bem. E se tu vai querer curtir até o último show, tem que se sentir bem para isso, e isso inclui a roupa que tu veste e o sapato que tu calça”, ressalta.

Para as roqueiras
Para as fãs de rock n’ roll, a camiseta de banda é uma excelente opção. “Neste caso, o ideal é trocar o preto pelo branco, por causa do calor”, comenta a stylist.

O short é sempre uma boa opção para compor o visual. A estudante Victória Centeno, de 15 anos, gostou da sugestão.

Victória é fã de rock e gostou da proposta de usar camiseta de banda (Foto: Ricardo Ara/Divulgação)

Victória é fã de rock e gostou da proposta de usar camiseta de banda (Foto: Ricardo Ara/Divulgação)

Estilo boho
O boho, uma mistura de hippie chic com boêmio muito popular entre as fashionistas dos Estados Unidos e da Europa, dá um ar retrô ao look.

“Para quem curte o estilo mais hippie, acho que as peças leves são ideais. Chapéus, lenços e acessórios na cabeça são a melhor pedida em termos de acessórios para incrementar o look. Por fim, pode entrar uma sandália também, mas mais fechada, do tipo gladiadora, porque tem de cuidar com as pisadas nos pés no meio da multidão”, indica Gabriela.

Maxine optou por estampas e acessórios, como lembra o estilo boho (Foto: Ricardo Ara/Divulgação)

Maxine optou por estampas e acessórios, como
lembra o estilo boho (Foto: Ricardo Ara/Divulgação)

Conforto é a ordem
Boné e tênis são peças que compõem um estilo mais despojado e ainda mantêm o conforto ao longo da maratona de shows. Para completar, t-shirt branca e shorts no estilo runner (derivação de run, que é correr em inglês).

“Um óculos de sol também pode ser legal, considerando que é um festival que começa cedo e vai até a madrugada. Depois pode ser desconfortável carregar, por isso o ideal é que as bolsas sejam pequenas”, ressalta.
Louise, de 17 anos, é adepta do conforto na hora de curtir a maratona de shows na Saba.

Pelo conforto, Louise escolheu shorts no estilo 'runner' e t-shirt (Foto: Ricardo Ara/Divulgação)

Pelo conforto, Louise escolheu shorts no estilo
‘runner’ e t-shirt (Foto: Ricardo Ara/Divulgação)

Tons neutros
O folk e o country são outros estilos em alta no verão. Semelhantes ao boho, ambos exploram tons neutros como o caramelo.

“A tendência das franjas não deixa de ser um pouco sertanejo e boho-hippie também. Esses dois estilos transitam muito próximos. E acho que tem muito jeans. A combinação jeans com jeans voltou, até em mesmo tom, funciona muito”, analisa.

Jeans, franjas e caramelo fazem parte do look escolhido por Érica (Foto: Ricardo Ara/Divulgação)

Jeans, franjas e caramelo fazem parte do look
escolhido por Érica (Foto: Ricardo Ara/Divulgação)

Da cor do verão
As cores fortes, porém, podem e devem ser bem exploradas no verão. “A gente está passando por um momento em que o Brasil está muito em voga. Todo mundo está olhando para cá, por causa da Copa, então o tropicalismo está muito forte. Pensando nisso, é legal usar amarelo, verde e azul e trabalhar mais o nosso patriotismo, argumenta.

Outro item que tem tudo a ver com o verão são as peças de banho. “Acho legal usar maiô ou biquíni, que fica parecendo ou um collant ou um top. É divertido, é estiloso e despretensioso. E essas peças fazem um mega sucesso em festivais fora do país”, acrescenta a stylist.

Maiô pode ser usado como collant, como mostra o look de Andressa (Foto: Ricardo Ara/Divulgação)

Maiô pode ser usado como collant, como mostra
o look de Andressa (Foto: Ricardo Ara/Divulgação)

Planeta Atlântida 2014
A festa está marcada para sexta-feira (7) e sábado (8). Os portões serão abertos às 16h30, nos dois dias. Os ingressos estão à venda nas Lojas Renner do interior do estado e Porto Alegre, na Casa da RBS TV em Tramandaí, na Sociedade Amigos de Capão da Canoa (ACC) e no Bali Hai, em Atlântida. As entradas também são vendidas pelo site oficial do festival, sem cobrança de taxa de conveniência. Ao todo, o evento terá 50 atrações musicais nos dois dias.

Fonte G1